Desafios Enfrentados por Líderes Jovens e como o Coaching pode Ajudar

Como um jovem trabalhador ambicioso, seu desejo de promoção para um cargo gerencial é natural. Mas, uma vez que você o obtenha, todas as habilidades e táticas que você usou para chegar lá podem não lhe servir mais. Agora você deve mudar suas prioridades e perspectivas de produtor individual para líder. Isso é um enorme desafio quando as competências necessárias não são desenvolvidas adequadamente. Para muitos jovens líderes, essa transição pode ser desafiadora e provocadora de forte ansiedade.


De Jogador Solo a Jogador em Equipe


À medida que você avançava, ia aprimorando seu desempenho individual a um nível mais alto. Mas agora que você é gerente, o foco muda do que você pode produzir para o que pode inspirar outras pessoas a produzirem. Para fazer isso de forma eficaz, você precisará aplicar a conscientização, tanto ao seu redor quanto aos outros. Você precisará de uma maior conscientização para poder praticar a liderança e saber quando aplicar o correto movimento de comunicação.


Essas habilidades de liderança não são necessariamente ensinadas aos jovens líderes e você não está sozinho. Surpreendentes 93% acham que precisam de treinamento sobre como treinar seus funcionários. Uma das maneiras mais rápidas de acelerar as habilidades de gerenciamento, mesmo em nível júnior, é o coaching.


Coaching não é Apenas para Executivos Experientes


Uma pesquisa com a geração millenium de alto potencial realizada via LinkedIn revelou que muitos nunca ouviram falar de coaching executivo e menos de 20% haviam trabalhado com um coach. Isso é surpreendente, considerando que essa geração (nascida entre 1982 e 2000) geralmente está ansiosa para aprender. No entanto, eles ainda estão no início de suas carreiras, e o treinamento simplesmente pode não estar no seu radar.


Desafios Comuns para Jovens Líderes


Um coach pode ajudar a melhorar suas habilidades de comunicação, ensinar como pensar a partir de uma perspectiva de liderança e criar a presença de um líder. Normalmente, são três as áreas principais de trabalho com líderes jovens: comunicação, pontos cegos e gerenciamento de estresse.


1. Comunicação


A comunicação é um conjunto de habilidades vitais, que envolve falar e ouvir. Ao entrar em uma função de gerenciamento, você terá que ter conversas difíceis com diretos. Você também será desafiado diariamente a fazer solicitações e fornecer feedback direcionado. Será julgado por sua fidelidade e pelo alinhamento e engajamento de sua equipe.

Ao invés de trabalhar em um silo como produtor, ser gerente é criar alianças. Uma maneira de fazer isso é sempre permitir que os membros da equipe expressem suas opiniões. Na minha experiência, os membros da equipe entendem que, se suas opiniões foram consideradas, elas podem apoiar uma decisão, mesmo que inicialmente tenham sido contra. Quando uma equipe inteira concorda em um curso de ação, você obtém consenso e certeza ao ganhar apoiadores.


2. Pontos Cegos


Talvez a maior vantagem, que os jovens líderes que se envolvem em coaching tenham, seja uma oportunidade de reconhecer pontos cegos. Pontos cegos indicam uma falta de autoconsciência e geralmente podem levar a consequências no seu desempenho ou nos outros. De fato, há momentos em que os indivíduos pensam que têm um bom desempenho, mas na verdade criam consequências negativas não intencionais que não enxergam.


Por exemplo, você pode pensar que é bom em gerar resultados (e pode ser), mas as conseqüências, não intencionais, podem ser a falta de inteligência emocional sobre como suas diretivas são recebidas e, como resultado, a falta de apoiadores. Suas boas orientações prosseguem e o resto está com baixo desempenho.


Trabalhar com um coach pode ajudá-lo a determinar a eficácia do seu desempenho e o que você pode fazer para otimizá-lo. A capacidade de reconhecer e abordar pontos cegos constrói rapidamente sua inteligência emocional e esse costuma ser um dos componentes mais críticos para o sucesso na gerência intermediária e acima.


3. Gerenciamento de Estresse


E não vamos esquecer o estresse e a ansiedade que uma nova posição traz. Quando você está estressado é menos produtivo e tem menos probabilidade de tomar boas decisões. Mas um coach pode ajudá-lo a entender como você está se sentindo e combater esses sintomas. Ao entender o que desencadeia o estresse, você pode trabalhar para minimizar ou eliminar essas perspectivas. Ajudo jovens executivos a verificar como o próprio estilo de liderança deles influencia as interações no local de trabalho e como abordar os aspectos da sua abordagem gerencial que estão contribuindo para o estresse.


Abordamos técnicas de gerenciamento de estresse, como respiração focada e meditação da atenção plena. Um estudo de Harvard descobriu que o mero ato de limpar sua mente por 15 minutos por dia, na verdade, altera o funcionamento de seus genes e pode ser eficaz na redução da pressão arterial. Agora, os pesquisadores estão se aprofundando ainda mais em como a meditação também pode ajudar a combater a depressão, a dor crônica e a ansiedade.


Todo o trabalho que faço com meus clientes é voltado para mudanças sistêmicas de longo prazo. Ao aumentar sua autoconsciência e praticar essas técnicas, você está literalmente treinando novamente como seu cérebro responde a situações. Isso acabará por levar a novas respostas, comunicação e gerenciamento de conflitos que podem resultar em melhor desempenho profissional e pessoal.


Todo grande líder emergente é confrontado com maior complexidade ao longo de sua jornada. Alguns desafios podem ser simplesmente dores de crescimento, enquanto outros são obstáculos que podem exigir ajuda profissional para serem resolvidos.


Quais são seus desafios e como trabalhará para superá-los tornando-se um grande e admirável líder? Fica a reflexão!

10 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo